Por cá | Over here

25 de Junho – Dia da Independência de Moçambique (e eu preciso de dormir…) | 25th of June – Mozambique Independence Day (and I need to sleep)

São agora 8:20 da manhã e FINALMENTE SILÊNCIO!

Ou eu estou a ficar velha, ou a minha noção de diversão não se enquadra com as da juventude (???) dos dias de hoje.

Que horror… pareço os meus pais a falarem, mas a verdade é que o conceito de diversão que vejo nos miúdos/jovens da década de noventa-e-tal, não é em nada parecido com a que nós tínhamos.

Hoje é o 25 de Junho, dia da independência de Moçambique. Um dia para celebrar, claro, embora 95% dos meninos e meninas que estavam no mega-concerto que esta noite/madrugada/dia se deu na Av. 10 de Novembro, não tenha a mínima ideia do que “independência” quer dizer. Concerto este, que eu ouvi na íntegra, como se ele tivesse acontecido na minha sala de estar.

Ora repetindo, hoje é dia 25 de Junho, Dia da Independência de Moçambique, que pôs fim à luta armada de libertação nacional. É também uma segunda-Feira, feriado, o que quer dizer que estamos em “fim-de-semana grande”. Motivo mais que suficiente para festejar os 43 anos do país independente, claro.

Oficialmente, a guerra de libertação nacional teve início a 25 de Setembro de 1964, dirigida por Eduardo Chivambo Mondlane, o primeiro presidente da FRELIMO (Frente de Libertação de Moçambique), que acabaria por morrer assassinado a 3 de Fevereiro de 1969, não tendo visto, assim, a independência pela qual tanto lutou. A ele sucedeu Samora Machel que proclamou, então, a independência do País a 25 de Junho de 1975, acabando por ser o primeiro presidete da República de Moçambique.

Actualmente, o 25 de Junho é uma data que apenas serve para festejar em grande. O quê, muitos não sabem, mas celebram, porque estar em festa é que é.

Assim, vou tentar dormir um bocado agora, já que a festa já acabou e já está silêncio. Ah… e para o ano, vou juntar-me à festa, claro, porque para não dormir, mais vale que seja lá em baixo com a malta toda do que aqui em casa a tentar adormecer, dada a qualidade do som apresentada pela empresa de produção da festa. Zzzzzzzzzz

P.S. – A Av. 10 de Novembro é na baixa da cidade. Eu vivo na parte alta da cidade…. só para terem noção do volume/nível de barulho.

 

It is now 8:20 AM and FINALLY SILENCE!

I’m absolutely getting old. That or my notion of fun doesn’t correspond with the notion of fun of young people (???) of today.

How horrible … I look like my parents talking, but the truth is that the concept of fun I see in the kids/young people born in the 90’s is nothing like we had.

Today is the 25th of June, Mozambique’s Independence Day. One day to celebrate, of course, although 95% of the boys and girls who were at the mega-concert held past night/dawn/day at Av. 10 de Novembro, have no idea what “independence” means. I heard the concert/party in full, as if it had happened in my living room (how lucky am I, hã?).

Again, today is June 25th, Mozambique’s Independence Day, which ended the armed war for national liberation. It’s also a Monday, an holiday, which means we’re in what it’s called a “big weekend”. Reason enough to celebrate the country’s 43 years of independence, of course.

Officially, the national liberation war began on 25th September 1964, led by Eduardo Mondlane, the first president of FRELIMO (Liberation Front of Mozambique), who was to be killed on 3rd February 1969, having failed to see, thus, the independence for which he fought so hard. Samora Machel succeeded, who proclaimed the country’s independence on June 25, 1975, becoming the first president of Republic of Mozambique.

At the moment, 25 of June is a date that only serves to celebrate in great. What they’re celebrating, many do not know, but they still celebrate, because being in a constant party is what really matters for today’s young boys and girls.

So I’m going to try to get some sleep now, since the party is over and there’s finally silence. Oh… and for next year, I’m going to join the party, of course, because instead of not sleeping, I’d better go downstairs and enjoy the party, as it is impossible to sleep with the great quality of the sound presented in the party. zzzzzzzzzz

P.S. – Av. 10 de Novembro is downtown… I live uptown, so you can have an idea of the noise.

Cartaz
Cartaz da festa que não me deixou dormir esta noite | Poster of the party that did not let me sleep tonight

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s